Hoje é domingo, 25 de fevereiro de 2024
Caçador - O melhor da vida é aqui!
InícioColunaVereadores buscam recursos para Caçador em Brasília e outras notas
PublicidadeAnuncie no Jornal InformeAnuncie no Jornal Informe

Vereadores buscam recursos para Caçador em Brasília e outras notas

Veja nesta coluna sobre os resultados de viagem nesta semana de vereadores em Brasília e também sobre a CPI da Câmara sem foco e saiba que Caçador ficou de fora do programa Minha Casa Minha Vida

Vereadores buscam recursos para Caçador

Bela agenda dos vereadores do MDB, Johny Marcos Tibes de Souza e Márcio JF em Brasília, nesta semana. Uma agenda de resultados, com a garantia de recursos, inclusive imediatos, para Caçador. Acompanhados do vereador Moacir D’Agostini (União Brasil) eles percorreram gabinetes, em busca de verbas federais para o município.

A conquista mais significativa se deu em audiência com a senadora do MDB, Ivete da Silveira, viúva do saudoso ex-governador Luiz Henrique da Silveira. Parece que ela herdou seu amor por Caçador e comunicou aos vereadores que destinou R$ 1.5 milhão através de emenda para o município.

O mais importante é que os valores serão disponibilizados para Caçador ainda neste ano. Segundo o vereador Johny, um milhão será enviado para investimento na infraestrutura e outros R$ 450 mil para a área de assistência social. A senadora abriu tanto a mão que garantiu outro um milhão para o orçamento de 2024.

Agendas

Em Brasília, os vereadores de Caçador ainda visitaram outros gabinetes, como do deputado Valdir Cobalchini (MDB). O parlamentar caçadorense também garantiu recursos para o município, que serão divulgados em outro momento. Já no Ministério dos Esportes os vereadores tiveram tratativas para liberação de recursos para uma quadra poliesportivas. Agora os ajustes serão feitos para essa liberação com a prefeitura.

Inelegíveis

O vereador Moacir D’Agostini (UB) tem uma liga para inelegíveis. No início do ano encontrou, “por coincidência”, o ex-presidente Bolsonaro, nos Estados Unidos. Alguns meses depois o ex-presidente se tornou inelegível.

Na visita à Brasília nesta semana, ele fez questão de visitar o senador Jorge Seif (PL). Pois bem, dia 26 de outubro, na semana que vem, o TER/SC julga a representação da coligação do segundo colocado na eleição do ano passado, Raimundo Colombo (PSD), que acusa Seif de abuso de poder econômico, por ter se aproveitado na eleição de benefícios proporcionados pelo multimilionário, Luciano Hang, da Havan.

As provas nos autos são fortíssimas e Seif deverá ter o registro de candidatura cassado. Caso saia derrotado ainda poderá recorrer ao TSE, mas a tendência é que perca o mandato e fique inelegível por um tempo. Como disse no início desta nota, D’Agostini gosta de flertar com a inelegibilidade.

Fora do Minha Casa, Minha vida

Administração municipal de Caçador se superou na incompetência. Mesmo com um déficit habitacional de mais ou menos 3 mil residências, a prefeitura perdeu o prazo de inscrição no programa do Governo Federal, Minha Casa, Minha Vida. O programa habitacional, reforçado pelo presidente Lula, seria uma ótima oportunidade para garantir a moradia para centenas de caçadorenses e não só de baixa renda, visto que as faixas de créditos foram ampliadas para abranger também a classe média baixa. Além da ampliação de moradias, o Minha Casa, Minha Vida é um belo reforço para a economia local, com geração de empregos no setor que mais movimenta a economia que é a construção civil. A inércia de seus governantes prejudica seu povo.

Epagri

A deputada federal, Júlia Zanatta (PL) esteve nesta sexta (20) em Caçador. Ao lado do prefeito Alencar Mendes (UB) ela participou de um evento na Estação Experimental da Epagri. 

CPI sem foco

Causou estranheza o objeto de investigação oficiado através da recém-aberta CPI à prefeitura de Caçador. Inicialmente foi divulgado que o objetivo será investigar cargos no gabinete do vice-prefeito, numa cidade que atualmente não tem vice. Mas, agora os vereadores querem investigar os servidores efetivos da prefeitura. Será que querem achar cabide de emprego de funcionário público? Se a investigação já começou assim, desfocada, dificilmente chegará a um objetivo.

Adriano Ribeiro
Adriano Ribeiro
Colunista do Jornal Informe, traz informações sobre os bastidores da política e cotidiano de Caçador e da Grande Florianópolis, em duas colunas semanais publicadas aqui e no www.informefloripa.com. Contatos: (48) 99800-5836 | (48) 3733-6977. E-mail: redacao@jornalinforme.com.br
PublicidadeAnuncie no Jornal Informe
ASSUNTOS RELACIONADOS
Publicidade
Publicidade

Leia Também