Hoje é domingo, 25 de fevereiro de 2024
Caçador - O melhor da vida é aqui!
InícioPolíticaComunidade apresenta propostas para melhorias nos serviços de saúde mental em Caçador
PublicidadeAnuncie no Jornal InformeAnuncie no Jornal Informe

Comunidade apresenta propostas para melhorias nos serviços de saúde mental em Caçador

Debate aconteceu na noite de terça-feira (31) através das Comissões de Finanças e Saúde da Câmara de Vereadores

Mais de 20 propostas para melhorias nos serviços de saúde mental em Caçador foram sugeridas pela comunidade durante audiência pública realizada na noite de terça-feira (31), na Câmara Municipal. O debate foi promovido pelas Comissões de Finanças e Saúde da Casa, e presidido pelos presidentes Clayton Zanella e Fabiano Dobner, respectivamente.
Durante a Audiência, representantes das secretarias municipais de Saúde, Educação e Assistência Social, bem como do curso de Psicologia da UNIARP puderam explanar sobre os serviços oferecidos, os atendimentos efetivados, os investimentos, a demanda reprimida e as estratégias para atendê-la.
Segundo o presidente da Comissão de Finanças, Clayton Zanella, esta foi a primeira audiência da história do Legislativo caçadorense para tratar exclusivamente das políticas públicas de saúde mental e o resultado foi satisfatório. “É importante que este tema esteja no centro do debate haja vista a sua relevância cada vez maior na sociedade. Agora, com as sugestões coletadas, vamos elaborar um documento e, posteriormente, encaminhar aos responsáveis para que efetivamente coloque-as em prática”, destaca.
Para Fabiano Dobner, presidente da Comissão de Saúde, falar de saúde mental após o período da pandemia, quando os números de casos aumentaram, demonstra a preocupação dos vereadores em auxiliar a comunidade nestas demandas. “Ao promover o diálogo sobre saúde mental, podemos trabalhar juntos para construir uma sociedade mais saudável e solidária, onde todos tenham acesso a recursos e apoio adequados”, completa.
Dentre as informações apresentadas, a secretaria municipal de Saúde destacou dados expressivos sobre o atendimento em Caçador. De janeiro a setembro deste ano, o Município efetuou mais de 37 mil atendimentos em saúde mental. O maior número de atendimento aconteceu no CAPSad, CAPS II e nas próprias unidades básicas de saúde que oferecem os serviços voltados à saúde mental.
No entanto, apesar do grande número de atendimento, quase 20% das pessoas que agendaram o atendimento acabaram não comparecendo às consultas, sendo 1546 faltas dos 8086 agendamentos realizados no período descrito.
Ainda ficou demonstrado que a prevalência de depressão no Brasil está em torno de 15,5% da população. Segundo esta estimativa, somente em Caçador mais de 10 mil pessoas apresentariam necessidades de tratamento em saúde mental. Por isso, o grande desafio é ampliarmos os serviços para que as pessoas que necessitarem de atendimento possam tê-lo de forma rápida e eficaz.
Participaram do debate os secretários municipais Roberto Marton (saúde) e Isolete Farias (Assistência Social); Madaline Ficagna Roveda, Coordenadora do Curso de Psicologia da UNIARP e Ana Cláudia Lawless – Coordenadora do Núcleo de Práticas em Psicologia da universidade; e Cláucia Comerlatto, Assessora da Secretaria de Educação, e Aline Rocha Almeida, Especialista em Assuntos Educacionais, representando o Programa Guarda Bem.
A mesa dos trabalhos também foi composta pelos vereadores Marcio Farrapo e Johny Marcos, integrantes das Comissões propositoras. Além deles, os vereadores Alcedir Ferlin e Almir Dias também se fizeram presentes. Os demais parlamentares justificaram ausências.

Silmara Ribeiro
Silmara Ribeirohttp://www.jornalinforme.com.br
Editora de notícias do Informe Caçador, empresária e mãe.
PublicidadeAnuncie no Jornal Informe
ASSUNTOS RELACIONADOS
Publicidade
Publicidade

Leia Também