Hoje é sexta-feira, 24 de maio de 2024
Caçador - O melhor da vida é aqui!
InícioColunaCobalchini precisa ser valorizado e mais usado por Caçador e outras notas
PublicidadeAnuncie no Jornal Informe

Cobalchini precisa ser valorizado e mais usado por Caçador e outras notas

Deputado federal, Valdir Coblachini, de Caçador, assume a presidência do Fórum Parlamentar Catarinense, elo entre Brasília e Santa Catarina; veja também sobre um fato novo que pode mudar as eleições de prefeito em Caçador e outras movimentações de pré-candidatos a vereador

Cobalchini precisa ser valorizado e mais usado por Caçador

Caçador tem um dos 513 nomes que comandam a política nacional. São os deputados federais que podem, entre outras coisas, ‘impeachmar’ um presidente, aprovar as leis que mudam nossas vidas e ter acesso ao bolo de recursos públicos, que, como todos sabem – graças à desigual divisão da arrecadação – a maior parte fica em Brasília.

Há mais de 20 anos cubro política em Caçador. Cansei de ouvir de lideranças políticas, empresariais e de diversas classes sobre a importância que era termos um deputado federal. Nem vou citar nomes, mas me lembro muito bem de todos que vinham com esse discurso, quando precisavam oferecer jantares para deputados de fora objetivando que nossos pleitos fossem ouvidos. Diziam: “ah se tivéssemos um federal”.

Pois agora temos. E o que boa parte faz? Bem, é mais sobre o que não faz. Não aproveita a força do cargo. O mandato de Cobalchini não é dele, é de todos. Ele é um canal direto com o poder em Brasília. Tem que ser aproveitado pela cidade. Pode agendar uma audiência com qualquer ministro, com a presidência da Caixa, ou do Banco do Brasil ou do BNDES. Caçador está cheio de pleitos estruturantes precisando de recursos. A cidade precisa saber pedir.

A eleição já passou

É urgente que algumas lideranças da cidade virem a página. A eleição já passou faz mais de um ano. Bolsonaro perdeu, está inelegível e se bobear daqui uns dias preso por atentado contra o Estado de Direito e a Democracia. O que não pode acontecer é assuntos de menor importância como essas pautas identitárias ou de valores continuarem sendo assunto, de como votou o deputado no projeto da Fake News, ou da pauta dos gays ou sei lá o que mais. Isso é o que menos importa.

Caçador precisa ser mais pragmático. Muitas cidades ficariam felizes em ter um deputado federal. Só pra citar uma, Videira. Os empresários de lá só faltam estender um tapete vermelho quando um deputado federal vai lá. Nós temos um e ficamos enchendo o juízo dele com pautas que não mudam nossa realidade local. Parece que nossos empresários e lideranças desaprenderam como se faz política.

Conservador

E veja como esse mundo político está doido. Cobalchini defendia a família, sempre foi religioso, defendia o agro, defendia a propriedade, era contra o abordo e outras pautas conservadoras muito antes de aparecer o bolsonarismo. Não só Cobalchini, mas muitos outros políticos, como o Saulo, Raimundo Colombo e tantos outros tradicionais. Mas, agora, parece que o bolsonarismo inventou essas pautas.

Acesso aos recursos

Cobalchini teve candidata à presidência da República do seu partido, o MDB, no primeiro turno que foi Simone Tebet. Seu partido aliou-se a Lula no segundo turno. Ele sempre foi um homem partidário. Não sei qual foi seu voto para presente no segundo turno. Isso, sinceramente, não importa. Sabe o que importa? Que o MDB tem três dos principais e mais poderosos ministérios do Planalto, o Ministério dos Transportes, com Renan Filho; o Ministério das Cidades, com Jader Filho e do Orçamento e Planejamento com Simone Tebet. Cobalchini tem as portas escancaradas nesses ministérios. É disso que estou falando quando escrevo sobre pragmatismo.

Lembram das SDRs

Pra fechar o tópico sobre o deputado federal Cobalchini, lembro quando o ex-governador Luiz Henrique assumiu o governo e criou as Secretarias Regionais. Em Caçador ele colocou Cobalchini no comando. Devido à rivalidade na época entre PMDB e PP, quando Caçador tinha Reno Caramori como deputado estadual, a cidade e o empresariado local torceram o nariz para Cobalchini, LHS e Cia. Pois bem, não deu um ano e um convite para um jantar com o governador era disputado à tapa pelos que antes criticavam. Caçador se transformou num canteiro de obras, era escutado na Capital do Estado pelo Governador e o resto é história. Pragmatismo senhores, pragmatismo! A cidade precisa de investimentos, não de ideologias ultrapassadas e debates inúteis sobre a terra plana.

Fórum Parlamentar

Fiz todos essas notas para grifar que o deputado Valdir Cobalchini assumiu neste início de ano a presidência do Forúm Parlamentar Catarinense em Brasília. Basicamente ele será o coordenador de tudo que passa na ponte em Brasília e Santa Catarina, falando em nome dos 16 deputados federais e 3 senadores do Estado.

No ano passado a presidente do Fórum era a deputada Caroline De Toni (PL). Cobalchini assume com um perfil mais de centro, equilibrado e com diálogo no Governo Federal. Caçador precisa estar atento a esses movimentos na política para não deixar passar oportunidades.

NOTÍCIAS POR WHATSAPP

Se quiser ler em primeira mão as Colunas do Adriano ou receber notícias do Informe Caçador entre no nosso grupo no whatsapp: https://chat.whatsapp.com/GBwTR7BEFoO7JUO6sx2aIp

Eclético

Público mais do que eclético no aniversário do ex-colunista deste Informe, Eduardo Bisotto, sábado passado, lá na chácara do deputado Cobalchini. Na foto, da esquerda pra direita o vereador Johny Marcos de Souza, do MDB, um colega de Bisotto do MBL, o aniversariante, o prefeito Alencar Mendes do PL, o jovem Suzin do PL de Caçador e o Arnaldo Bertotto, sempre do PSDB.

Bisotto já navegou prestando seus serviços de consultoria política entre candidaturas do tucanato nacional a Aldo Rebelo do PC do B e agora encontrou o equilíbrio. É figurinha registrada dos encontros do MBL e busca disseminar através das redes sociais o seu chamado Bisotismo (uma espécie de Olavismo do MBL) entre os adeptos do movimento que estão à cata de assinaturas para criar o novo partido político A Missão. Boa sorte ao amigo na sua empreitada!

Lideranças de várias vertentes políticas no aniversário do Eduardo Bisotto

O melhor dos Cobalchinis

Quem também passou para dar um abraço em Bisotto foi o deputado federal, Valdir Cobalchini. Apesar de ter cedido o espaço para o evento, tinha outro compromisso e por isso só deu uma passada no final do dia.

Na foto, além de Bisotto e Cobalchini, o filho mais novo do deputado, o Lucas, que como diz o prefeito de Florianópolis, Topázio Neto (PSD), é o melhor dos Cobalchinis.

Veja só, se o pai é deputado federal, o irmão, o João, é o presidente da Câmara e uma das principais lideranças políticas que surgiu na Capital nos últimos anos, se Topázio estiver certo o que a história reserva para a vida desse menino: Governador do Estado? A Presidência da República?

Por enquanto Lucas – neto do Imar Rocha – apenas acompanha a política por gosto e se dedica às duas faculdades que faz na Capital: direito e física.

Na foto, Lucas Cobalchini, Eduardo e o deputado Cobalchini

Fato novo

Esta semana fiquei sabendo de um fato que tem força para mudar o cenário da eleição para prefeito em Caçador. Como a fonte pediu sigilo, vou segurar a informação e esperar o desenrolar pra informar os amigos leitores nos próximos dias.

Mudou

O PSDB de Caçador tem como pré-candidato a vereador Rafael Savi Mundi. Ele trocou o MDB pelos tucanos. Na eleição de 2020 ele recebeu 438 votos ficando como suplente do MDB. Chegou a assumir a cadeira do vereador Alcedir Ferlin, o Lilo, em agosto de 2022, por 31 dias.

Savi troca o MDB pelo PSDB

Reforço

Já o PL de Caçador, que vem reforçando sua nominata a de pré-candidatos a vereador, traz o bombeiro voluntário Pedro Barros como um reforço. Na eleição passada ele concorreu pelo União Brasil e fez 421 votos.

NOTÍCIAS POR WHATSAPP

Se quiser ler em primeira mão as Colunas do Adriano ou receber notícias do Informe Caçador entre no nosso grupo no whatsapp: https://chat.whatsapp.com/GBwTR7BEFoO7JUO6sx2aIp

Adriano Ribeiro
Adriano Ribeiro
Colunista do Jornal Informe, traz informações sobre os bastidores da política e cotidiano de Caçador e da Grande Florianópolis, em duas colunas semanais publicadas aqui e no www.informefloripa.com. Contatos: (48) 99800-5836 | (48) 3733-6977. E-mail: redacao@jornalinforme.com.br
PublicidadeAnuncie no Jornal Informe
ASSUNTOS RELACIONADOS
Publicidade
Publicidade

Leia Também