Hoje é sábado, 20 de julho de 2024
Caçador - O melhor da vida é aqui!
InícioEconomiaRegistro de imóveis em Santa Catarina tem reajuste maior que em outros...

Registro de imóveis em Santa Catarina tem reajuste maior que em outros estados

Facisc alerta que aumento no preço nos cartórios pode prejudicar o setor da construção e contribuir para a informalidade

O aumento das taxas de emolumentos dos serviços para Registro de Imóveis no estado preocupa a Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc), que emitiu ofícios ao Tribunal de Justiça (TJSC) e à Assembleia Legislativa (Alesc) pedindo atenção ao tema. De acordo com análise do Centro de Inteligência e Estratégia (CIE) da entidade, a maior parte dos valores cresceu acima da inflação e mais que os preços praticados em outros estados das regiões Sul e Sudeste – o que traz prejuízos ao setor da construção catarinense, especialmente à construção de edifícios.

“Desde a pandemia o setor já vem sofrendo com o aumento dos preços dos seus insumos e, em 2024, vem apresentando sinais de recuperação. É importante que tenha condições favoráveis para produção e geração de emprego. Sem contar que a alta dos valores é um incentivo à informalidade nas operações imobiliárias, com contratos de gaveta”, avalia o diretor Rinaldo Araújo, vice-presidente da Facisc no Vale do Itajaí e empreendedor na área.

O estudo da Federação analisa o crescimento dos emolumentos para Registro de Imóveis desde 2017, praticados em Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo e Rio Grande do Sul. A análise apurou que averbações com conteúdo econômico, como a escrituração de uma construção (quando o emolumento varia de acordo com o valor do imóvel) cresceram em média 89% em Santa Catarina. Já em São Paulo, no Rio Grande do Sul, no Espírito Santo e no Rio de Janeiro tiveram um aumento médio de 43%. Para averbar uma melhoria no valor de R$ 280 mil em um imóvel já existente, em Santa Catarina, o emolumento é R$ 113 (15% mais alto que em São Paulo e no Rio Grande do Sul). 

Para se ter uma ideia, a emissão de certidões de atualização da situação jurídica do imóvel (quando há alterações de direitos e restrições sobre algum imóvel) aumentou 417%, entre 2017 e 2024. 

Os registros com valor econômico (de imóveis na faixa dos R$ 550 mil) em Santa Catarina têm, atualmente, valor semelhante ao praticado no Rio de Janeiro e no Rio Grande do Sul. Porém, aqui o valor do serviço subiu 70%, enquanto nos demais estados cresceu 43%. No registro da construção de um imóvel de R$ 550 mil, por exemplo, pagava-se em SC o emolumento de R$ 1.320 em 2017. Em maio de 2024 passou para R$ 2.425.

O que mais emprega – Os registros de Imóveis são amplamente utilizados pelo setor da construção, no estado. Santa Catarina é o estado brasileiro que tem o maior percentual de trabalhadores formais (com carteira assinada) no setor. 

Desde a pandemia, a construção civil vem enfrentando desafios como o preço elevado dos seus insumos, que aumentaram cerca de 50% neste período. Isso impacta nos custos de produção e estreita as margens de lucro e a competitividade. 

NOTÍCIAS POR WHATSAPP

Se quiser ler em primeira mão as Colunas do Adriano ou receber notícias do Informe Caçador entre no nosso grupo no whatsapp: https://chat.whatsapp.com/GBwTR7BEFoO7JUO6sx2aIp

Registro de Imóveis  – variação dos emolumentos entre 2017 e 2024

Certidões

Santa Catarina: alta de 150% (acima de índices como o IGP-M, por exemplo)

Espírito Santo, São Paulo e Rio Grande do Sul: alta de, média, 44%.

Certidões de atualização da situação jurídica do imóvel

Alta em Santa Catarina: 417%

Registros com valor econômico de imóveis 

Santa Catarina – alta de 70%

Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul: alta de 43%

Averbação com valor econômico de imóveis 

Santa Catarina: alta de 89% 

São Paulo, Rio Grande do Sul, Espírito Santo e Rio de Janeiro: aumento médio de 43% 

Silmara Ribeiro
Silmara Ribeirohttp://www.jornalinforme.com.br
Editora de notícias do Informe Caçador, empresária e mãe.
PublicidadeAnuncie no Jornal Informe
ASSUNTOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img

Leia Também