Hoje é quinta-feira, 18 de julho de 2024
Caçador - O melhor da vida é aqui!
InícioColunaProfessor Maurício abre dissidência em Lebon Régis; Tessaro erra na estratégia e...

Professor Maurício abre dissidência em Lebon Régis; Tessaro erra na estratégia e o samba com o dinheiro público

Ao preferir um parente como seu pré-candidato a prefeito em Lebon Régis, Douglas Mello perde seu aliado mais antigo, o professor Maurício que deixou a prefeitura e se prepara para disputar pelo PL; em Caçador o secretário Amarildo Tessaro se embaralha na estratégia e leia também sobre viagem ao Carnaval de Joaçaba com dinheiro público

Professor Maurício abre dissidência em Lebon Régis

A eleição municipal em Lebon Régis será marcada por uma ampla disputa. O prefeito Douglas Mello (PDT), em que pese seu ótimo mandato, terá sérias dificuldades de fazer seu sucessor. Indicam para isso a força em torno de nomes da oposição, a escolha errada do seu pré-candidato a prefeito e especialmente, as dissidências do seu grupo político. São várias dissidências, especialmente no MDB, mas vou me ater hoje ao professor Maurício Pinheiro (PL)  

Maurício sempre foi o braço direito do prefeito Douglas. Se Joaquim é homem forte do prefeito nas obras, Maurício é o arquiteto político e a peça de gestão mais importante do atual gestão. Quer dizer, era. Maurício deixou a prefeitura no final do ano passado. Após sete anos fazendo a gestão Douglas acontecer, em áreas sensíveis como Finanças e Educação, o ciclo chegou ao fim.

Desde então Maurício, que é funcionário da Educação do Estado, retornou ao setor e assumiu a superintendência regional da Educação, em Caçador. Está lá, mas com prazo de validade. Tem planos de deixar o cargo em junho, no prazo legal de 90 dias antes da eleição, para ser o pré-candidato a prefeito de Lebon Régis pelo PL.

PL forte

A motivação que fez Maurício deixar o governo Douglas Mello é o tamanho do partido ao qual pertence. Na sua cabeça o PL deixou de carregar a carroça e é o trem condutor e não apenas mais um vagão. Ele sabe, assim como o governador Jorginho Mello, que o PL tem que disputar eleições municipais para em 2026 o partido não depender dos demais partidos e ter força interna suficiente para a reeleição de Jorginho. Maurício é pré-candidato a prefeito, sabendo que o projeto maior é fortalecer o PL. Tem como parceiro o deputado Nilso Berlanda.

André Bortolini

Mas, para conseguir fortalecer o PL e não fazer feio nas eleições de outubro, Maurício sabe que tem que ter o partido forte. Por isso a sigla está se fortalecendo. A filiação do vereador André Bortolini, que deixa o União Brasil, já está confirmada para março, assim como de toda sua equipe. Aliás, Bortolini vem também na condição de pré-candidato a prefeito. Quem estiver melhor, vai. O partido vai fazer essa avaliação interna futuramente. No cenário eleitoral o objetivo é criar a terceira via. Lebon Régis tende a ter uma eleição polarizada entre o grupo do prefeito Douglas e do outro lado Duda Zanotto (União Brasil) e Marcelo Spautz (PP), não necessariamente nessa ordem. Para o PL o foco é fazer o eleitor olhar para uma terceira alternativa de governo para a cidade. Alternativa essa com o candidato do governador.

Produtor rural, André Bortolini

Lealdade

O fim do casamento político entre o governo Douglas Mello e o professor Maurício (PL), se fosse para se resumir, facilmente seria feito em uma única palavra: lealdade, ou melhor, a falta dela. Maurício começou a plantar a semente da mudança política em Lebon Régis quando foi o vereador mais votado e fez uma combativa oposição ao ex-prefeito Padre Labas. O desgaste serviu para o eleitor olhar para a mudança. Essa mudança veio no nome de Douglas.

No governo de Douglas o astuto professor Maurício segurou o piano nos piores momentos e cortou na carne para sobrar o dinheiro para as obras. Com essa postura dura, pagou o preço da reprovação ao seu nome.

Mas, as imagens de Douglas e Maurício sempre estiveram casadas. O natural seria Douglas escolher Maurício como seu sucessor. Não o fez. Preferiu escolher um parente, o jovem e desconhecido Juliano Perego, que assumiu a Secretário de Administração e Finanças  e tornou-se do dia para a noite o pré-candidato a prefeito do governo.  Faltou lealdade e justiça ao prefeito Douglas. Maurício não remoeu magoas. Virou as costas e seguiu seu caminho.

NOTÍCIAS POR WHATSAPP

Se quiser ler em primeira mão as Colunas do Adriano ou receber notícias do Informe Caçador entre no nosso grupo no whatsapp: https://chat.whatsapp.com/GBwTR7BEFoO7JUO6sx2aIp

Sambou no dinheiro público

Vereador Moacir D’Agostini (União Brasil), acompanhado do vereador Johny Marcos Tibes de Souza (MDB), fez uma relevante crítica às prioridades do secretário de Esporte, Cultura e Lazer, Jontas Maia Bainho. Recentemente um ônibus lotado com artistas de Caçador foi pago com dinheiro público para levá-los até o Carnaval em Joaçaba. O que estranhou os vereadores é que Caçador não tem nenhuma tradição em Carnaval. Sob que pretexto foi feita a viagem, ou foi só turismo?

Bainho levou artistas de Caçador até Joaçaba aprender a sambar com o dinheiro público

Sambou no dinheiro público (II)

O que mais indignou os vereadores é que se é feito um pedido na área de esporte, para cessão de um ônibus para levar atletas de Caçador para disputar uma competição fora de Caçador é uma verdadeira guerra e quase sempre se tem negativa. Quer dizer, para o esporte, onde Caçador tem história e representação não tem ônibus, para Carnaval tem?  É no mínimo uma inversão de prioridades.

Sambou no dinheiro público (III)

Pra fechar, o samba dos artistas de Caçador em Joaçaba piora ainda mais. O empenho para pagamento da viagem à Joaçaba foi feito utilizando os recursos de Esporte. Se for pra sambar com o dinheiro público, ao menos utilizem a verba apropriada, no caso, creio eu, Cultura.

NOTÍCIAS POR WHATSAPP

Se quiser ler em primeira mão as Colunas do Adriano ou receber notícias do Informe Caçador entre no nosso grupo no whatsapp: https://chat.whatsapp.com/GBwTR7BEFoO7JUO6sx2aIp

Seis mandatos

Em uma coluna na semana passada, quando informei sobre a mudança partidária do ex-deputado estadual Reno Caramori, que deixou o PP depois de uma vida inteira de filiação para assinar ficha no PSD cometi um equivoco. Diminui o número de mandatos do amigo Reno. Informei que ele era deputado de quatro mandatos, mas o certo é que o representante de Caçador tem seis mandatos como deputado estadual. Sem falar nos seis anos como prefeito de Caçador. Desculpa Reno, pelo erro!

Perdidinho

O secretário de Infraestrutura, Amarildo Tessaro quer compor a chapa de Alencar Mendes, como vice. O problema é que no campo da política faz movimentos, no mínimo, questionáveis. O mais recente é deixar claro que não será candidato a vereador e que vai apoiar o seu braço direito na Infra, o Valdir, morador do Martello.

Tal movimento deixou todos os outros pré-candidatos a vereador do PSDB com uma pulga atrás da orelha. Se Tessaro quer dar um passo maior e subir o nível para a majoritária precisa entender que a estratégia é outra e a articulação política precisa ser ampla e agregadora. Com um movimento você pode abrir uma porte, mas fechar dezenas de outras.

Posicionamento crítico

O Crea-SC expressou uma posição crítica em relação à nomeação do advogado Robson Campos para a vice-presidência de engenharia de expansão da Eletrobras. Em uma nota de repúdio, o presidente da autarquia, Kita Xavier enfatizou a ausência de formação técnica em engenharia como uma clara desconsideração pelos profissionais da área. O Crea-SC, em conjunto com o Sindicato de Engenheiros de Santa Catarina (Senge-SC), condenou veementemente a decisão, reiterando seu compromisso com a valorização e reconhecimento dos engenheiros. A iniciativa recebeu apoio da Coordenadoria Nacional das Câmaras de Engenharia Elétrica do Confea, que instou todos os Conselhos Regionais a seguirem o mesmo caminho. O esforço de Kita Xavier foi reconhecido por outros Conselhos e várias entidades do setor durante o 13º Encontro de líderes do Sistema Confea/Crea e Mútua, realizado em Brasília, entre os dias 20 e 22 de fevereiro.

NOTÍCIAS POR WHATSAPP

Se quiser ler em primeira mão as Colunas do Adriano ou receber notícias do Informe Caçador entre no nosso grupo no whatsapp: https://chat.whatsapp.com/GBwTR7BEFoO7JUO6sx2aIp

Adriano Ribeiro
Adriano Ribeiro
Colunista do Jornal Informe, traz informações sobre os bastidores da política e cotidiano de Caçador e da Grande Florianópolis, em duas colunas semanais publicadas aqui e no www.informefloripa.com. Contatos: (48) 99800-5836 | (48) 3733-6977. E-mail: redacao@jornalinforme.com.br
PublicidadeAnuncie no Jornal Informe
ASSUNTOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img

Leia Também