Hoje é sábado, 20 de julho de 2024
Caçador - O melhor da vida é aqui!
InícioColunaJean segura Chicão; Fically convicto da candidatura a prefeito e o fim...

Jean segura Chicão; Fically convicto da candidatura a prefeito e o fim do Informe impresso

Leia nesta primeira coluna política de 2024 algumas movimentações políticas em Caçador; a abertura do ano Legislativo na Câmara e o comunicado do fim da circulação do jornal Informe em formato impresso

Eu voltei…

“Eu voltei agora pra ficar / Porque aqui, aqui é meu lugar ”. Sim, amigos, após um recesso de final de ano, momento dedicado para a família e festas de final de ano retomamos esse espaço dedicado aos bastidores da política caçadorense e região.

Diferentemente do ano passado quando publicava uma coluna semanal, aos sábados, nesse ano, após o Carnaval, serão duas colunas semanais.

Se as fontes ajudarem e o volume de informações for maior – até em função do ano eleitoral – posso ampliar a quantidade de colunas semanais. Quem sabe até diárias, como já fiz em um passado distante, quando as palavras ainda eram impressas em papel jornal gramatura 58 nas prensas (Solna e Adast) da gráfica do Jornal Informe na Conselheiro Mafra ou posteriormente na Osório Timermann.

Fim

Ao recorrer ao saudosismo do antigo jornal impresso, aproveito para fazer um comunicado. Depois de mais de duas décadas de circulação ininterrupta do Jornal Informe, em plataforma impressa, em dezembro último, optamos por decretar o seu fim. A primeira edição circulou em fevereiro de 2000 e a última em dezembro de 2023. Em nossas páginas foi escrita a história de tudo que aconteceu em Caçador nesse período. Futuramente os livros de arquivos com todas essas edições serão entregues para a Biblioteca Pública de Caçador, para servir para pesquisas históricas.

Começo

Mas, o Informe não morreu (pra angústia de alguns). Só mudou a plataforma. Sai o papel, entra o digital. Seguimos por aqui, através deste portal e pelas redes sociais, que serão impulsionadas, com o slogan “O Seu Jornal Digital”. Degustem, usem, apontem assuntos, critiquem, sugiram e quando der, contribuam, afinal de contas, jornalismo é um negócio e também precisa de dinheiro pra funcionar. O canal pra isso? Whatsapp (48) 99800-5836.

A profecia que não se confirmou

Para ilustrar o abre dessa coluna uso uma imagem de uma coluna que escrevi em 9 de maio de 2015. Nesta, profetizava que o jovem Alex Atolini, então homem forte da Guarda Municipal do governo Beto Comazzetto seria candidato a vereador no ano seguinte e seria eleito. Ele sequer tornou-se candidato. Como podem ver, não sou um bom profeta. Podem me cobrar pelo erro de previsão.

Mas, passados quase 10 anos, pode ser que essa profecia se concretize. Alex se mexe pra retornar ao cenário político local. Filiou-se ao PL, com a bênção do prefeito Alencar Mendes e está com o nome à disposição para ser candidato a vereador. Desta vez não vou profetizar nada. Restrinjo-me a minha humilde função de apenas dar a informação.

Fically firme

O presidente da Câmara, Itacir Fiorese, o Fically (PP), bateu o martello e não arreda o pé da candidatura a prefeito. Teve sondagem de lideranças de alta graduação do MDB para compor como vice de uma hipotética chapa com o vereador Johny Marcos na cabeça. Disse não! Entende que tem história para bancar uma candidatura e agora agita o seu PP para consolidar o projeto e colocar o bloco na rua.

Convites

Cleony Lopes Barboza Figur, ex-vereadora e presidente do Ipasc, não nega que tenha recebido convites para deixar o PSD. Também confirma que estuda uma candidatura a vereadora nas eleições que se avizinham.

O sucessor eleitoral

O vereador Moacir D’Agostini (União Brasil) – que não poderá participar das eleições deste ano por impedimento na Justiça Eleitoral em função de um erro cometido por terceiros em sua prestação de contas da eleição passada – já escolheu seu sucessor eleitoral. Aposta suas fichas no jovem Marquinhos, seu assessor parlamentar.

Fiel da balança

O revés na Justiça não tirou o animo de Moacir. Pelo contrário, o deixou mais motivado. Dedica-se de corpo e alma ao fortalecimento do União Brasil em Caçador. Tem a garantia da permanência dos demais vereadores (Leandro e Clayton Zanella) e está filiando novas lideranças. Destaque para o empresário Guilherme Grando, que tem a política na veia, neto do ex-prefeito Ardelino Grando. O UB está na base do prefeito Alencar Mendes, mas as relações estão estremecidas. Pode ser o fiel da balança se teremos uma eleição disputada ou apenas homologatória do atual prefeito.

Caramoris

Movimentações interessantes também no PSD, que agregou o ex-presidente do União Brasil, Rui Caramori. Aliás, dois Caramori, com o ingresso também do ex-deputado Reno Caramori, que imaginei que nunca deixaria o seu PP. Pois também assinou a ficha no PSD, que reforça a base do prefeito Alencar, genro de Rui.

E agora?

Quem não acompanha os movimentos com lupa nas linhas pequenas da política local não entendeu esse inesperado e atropelado movimento do vereador Jean Carlo Ribeiro (PSD) que do nada se licenciou da Câmara para assumir por míseros dois meses a Secretaria de Planejamento e Gestão da prefeitura. O que isso agrega em véspera de eleição? Nada!

Segura Chicão

Mas, o movimento foi uma contra ação. Visa segurar no PSD o segundo suplente Alvair Vargas Ramos, popular Chicão Cabeleireiro, forte liderança do bairro Martello, que com a licença de Jean pode assumir a vaga na Câmara por dois meses (fevereiro e março). Isso foi possível porque a primeira suplente, Cleony Figur abriu mão de assumir. Chicão tem convites de outros partidos, como o PP, para mudança partidária.

Valorização

É aquela velha história, remédio na hora da morte pode não fazer mais efeito. Por três anos não se abriu espaço para o suplente assumir na Câmara, e agora, do nada, lembram da sua importância. Nada como um ano eleitoral para as pedras preciosas ou nem tanto ficarem mais infinitamente reluzentes.

Melhoras

O ex-vereador Carlinhos Pegoraro sofreu um ferimento em uma das mãos, durante a realização de um trabalho manual. Melhoras ao amigo, liderança histórica do velho MDB de guerra.

De costas

Foi realizada nesta quinta-feira (1º) a abertura dos trabalhos da Câmara Municipal de Caçador, com a leitura da mensagem anual do prefeito Alencar Mendes (PL), que sofreu uma mini sabatina dos vereadores após usar a tribuna.

Mas, o que chamou a atenção mesmo foi o posicionamento das mesas e cadeiras dos vereadores. Eles foram colocados de frente à Mesa Diretora, mas desta forma, ficaram de costas para os presentes. No mínimo curioso, será que é para dar uma segurada nos vereadores que gostam de aparecer, mais do que preconiza o ambiente formal? Um dos vereadores, Fabiano Dobner (PL) chiou: “não é meu costume estar de costas para a população, porque somos funcionários deles e espero que no futuro possamos estar de frente de novo”.

Vereadores sentaram em cadeiras de costas para o povo

Escolas

Na condição de presidente da Comissão de Educação, o vereador Johny Marcos (MDB) comunicou na sessão inaugural da Câmara que foi organizado um roteiro de visitas nas escolas municipais para averiguação inloco das condições físicas das edificações.

Cobrança por rodovias

O vereador Johny Marcos (MDB) também comunicou sobre movimentos para a formação de uma Frente Parlamentar envolvendo 11 municípios da Amarp com o objetivo de fazer ações para pressionar o Governo do Estado com vistas a melhorar as condições das rodovias estaduais na região. O grupo está em busca de adesões e cinco câmaras de vereadores já sinalizaram positivamente.

Frente Parlamentar para cobrar melhorias das rodovias estaduais na região

SC-350

Sobre esse assunto o prefeito Alencar Mendes relatou que teve uma reunião com o governador Jorginho Mello (PL), tratando mais especificamente da SC-350. Ele revelou que teve uma mudança do planejamento. Inicialmente a idéia era realizar uma ampla revitalização do trecho com mudanças de traçados, terceiras faixas e obras estruturantes. Porém, devido à demora do projeto que poderia levar um ano, será optado por uma ação mais imediata, apenas com o reperfilamento da via.

Que se decida e se faça com urgência. A população não agüenta mais. Os quatro anos do governo Moisés passaram voando e nada foi feito. Um ano do Jorginho já foi e estamos na mesma.

SC-350 (II)

Sobre a rodovia SC-350 há uma discussão interna na Acic de Caçador prospectando o lançamento de uma campanha SOS-SC-350, com o objetivo de pressionar o governo do Estado. Recentemente foi o deputado federal, Valdir Cobalchini (MDB), que falou alto e cobrou ações urgentes. Ainda bem que nossas lideranças abriram o olho, mesmo que tardiamente, para um problema que atinge a todos diariamente há anos.

Adriano Ribeiro
Adriano Ribeiro
Colunista do Jornal Informe, traz informações sobre os bastidores da política e cotidiano de Caçador e da Grande Florianópolis, em duas colunas semanais publicadas aqui e no www.informefloripa.com. Contatos: (48) 99800-5836 | (48) 3733-6977. E-mail: redacao@jornalinforme.com.br
PublicidadeAnuncie no Jornal Informe
ASSUNTOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img

Leia Também