Lidiane e Lilo questionam pavimentações antes da implantação do sistema de esgoto

Com a informação de que a BRK deve iniciar os trabalhos em 2024, ano em que a prefeitura pretende finalizar as pavimentações do programa Barro Zero, Lidiane e Lilo questionam a falta de planejamento para que a rede seja iniciada antes da colocação do asfalto nestas vias

0
39
Vereadores Lidiane Cattani (PP) e Alcedir Ferlin (MDB)

A prefeitura de Caçador deu início há algumas semanas ao programa “Barro Zero”, que prevê a pavimentação asfáltica em mais de 200 ruas até o final do mandato da atual administração, em 2024. Este é o ano que a BRK Ambiental deverá iniciar também a implantação do sistema de esgoto no Município, o que gerou debate nesta semana na Câmara de Vereadores.

O assunto foi levantando pela vereadora Lidiane Cattani (PP), ao requerer informações do Executivo se o sistema de tubulação que está sendo instalado em vias do Loteamento Monge João Maria, contempladas pelo programa Barro Zero, será apenas para o esgoto das residências ou águas pluviais.

Para ela, tanto naquela comunidade quanto nas demais vias da cidade que receberão asfalto, seria importante um planejamento em conjunto entre a prefeitura e a BRK para que primeiro fosse efetivada a colocação da tubulação de esgoto e somente depois a camada asfáltica, já que todas as vias precisarão ser abertas posteriormente.

O mesmo pensamento foi compartilhado pelo vereador Alcedir Ferlin (MDB). Ele citou algumas vias em que já foram pavimentadas sem a troca da tubulação de água, nas quais, muitas vezes, há tubos enterrados há três décadas e que acabam estourando após a colocação do asfalto, havendo a necessidade de danificar a pavimentação para consertá-lo.

“Claro que todos querem e merecem o asfalto em frente as suas casas, mas penso que precisa haver um planejamento, já que quando a prefeitura finalizar as pavimentações a BRK iniciará o sistema de esgoto, precisando abrir valas em todas as ruas para a rede passar. Isso se tornará um grande desperdício e quem paga a conta sempre é o cidadão”, completou.

Deixe uma resposta

Faça um comentário:
Digite o seu nome