Araucária produz mais de 900 pinhas em Matos Costa

Retirada das pinhas foi documentado por equipe de jornalismo, extensionista da Epagri e pelo prefeito Paulo Bueno de Camargo, entre outras lideranças do município

0
152
Produção do pinheiro surpreendeu os moradores locais

Um pinheiro de Matos Costa volta a surpreender em 2021, com a produção de mais de 900 pinhas (em 2017 o mesmo pinheiro produziu mais de 500 pinhas). Neste reportagem o jornalista JB, João Batista conta esta história.

Em 2017, no dia 27 de abril, o jornalista JB e o Secretário de Agricultura na época, Anderson Carneiro, estiveram na propriedade do agricultor Sérgio Jaskiu, 64 anos, para acompanhar a retirada das pinhas. Naquele dia Sérgio subiu no pinheiro às 09h40 e desceu às 13 horas. A estimativa era de 250 pinhas ou mais, porém depois de contar todas as pinhas o saldo foi de 500 pinhas, fora as que debulharam na colheita, cerca de 40 pinhas.

O agricultor se emocionou afirmando: “Nunca acreditaram em mim, achando que eu estava inventando histórias, a prova está aí, mas de 500 pinhas de um único pinheiro”, afirmou o agricultor.

No dia 20 de abril de 2021, novamente o jornalista JB, da Rádio Destaque Regional e Rádio Kairos FM, foi convidado pelo agricultor Sérgio e a esposa Disonete Jaskiu, 57 anos, para registrar a retirada das pinhas. O jovem Leonardo, morador de Matos Costa, acostumado a subir em pinheiros, foi contratado para a colheita. Acompanhavam o jovem a esposa Marli e o amigo Júnior. Leonardo subiu na famosa araucária as 09:16 da manhã e desceu somente para o almoço. Ao meio dia já haviam sido colhidas 555 pinhas, sendo que muitas quebraram, debulharam, pois estavam na época de “debulhar”.

A equipe do jornalista JB registrou em vídeos e fotos os momentos. Às 13h30min o prefeito de Matos Costa, Paulo Bueno de Camargo, acompanhado da primeira dama Cecilia Camargo e o Chefe de Gabinete Anderson Carneiro, que em 2017 auxiliou na contagem e registro das 500 pinhas, chegaram na propriedade para acompanhar.

Além do prefeito esteve presente na parte da tarde Guilherme Briski, Engenheiro Agrônomo, extensionista da Epagri de Matos Costa. Ao acompanhar o restante da colheita ele ficou surpreso com a quantidade. Também passaram pelo local o ex-vereador Ariovaldo Costa e esposa e o agricultor Clésio.

Às 15h20min Leonardo encerrou a retirada das pinhas e desceu do pinheiro.  Logo em seguida, o prefeito Paulo, mais Anderson Carneiro, o Jornalista JB, Guilherme da Epagri e o proprietário do pinheiro Sergio Jaskiu fizeram fileiras de pinhas com 10 pinhas cada monte. Leonardo contou que retirou 902 pinhas entre as boas e as quebradas, logo depois  foi feito a contagem das que estavam nos montes, chegando a um total de 830 pinhas: um recorde. 

O extensionista destacou: “Contamos 830 pinhas, fora as que se perderam e acabaram debulhando, foi uma surpresa sensacional, um pinheiro mais que produtivo”. O prefeito Paulo Camargo que passou a tarde auxiliando disse que havia conversado com o agricultor e disse que se chegasse a 600 pinhas estava ótimo, e a surpresa foi grande. ” Que maravilha, 830 pinhas fora o que se perderam e o que o Sérgio tinha tirado dos galhos que quebraram, está de parabéns o Sergio Jaskiu e Matos Costa”, afirmou o prefeito.

Uso sustentável da propriedade

O extensionista  parabenizou o agricultor dizendo que esta produção é fruto do trabalho que o senhor Sérgio vem realizando de conciliar preservação com produção, um fato não exclui o outro, pelo contrário, ajuda. “Este pinheiro é a prova disso, que é possível conviver com a natureza e mesmo assim ser produtivo, tirando o sustento da terra numa propriedade pequena. Mas, quando é cuidado com dedicação se consegue tirar o sustento das mais diversas formas, uma delas é da araucária e a prova esta ai com esta bela colheita”, destacou Guilherme.

O agricultor disse que este é o resultado do carinho que ele tem pela natureza, destacando que não perde nada. Cavaco, esterco, tudo que é orgânico ele coloca próximo das raízes e o resultado está nesta produção.

O chefe de gabinete Anderson Carneiro que também é técnico agrícola, falou do carinho que o agricultor e sua esposa tem pelas suas plantações, pinheiros e árvores frutíferas da propriedade.  “Além da fruta que sempre foi o carro chefe da propriedade, nesta época não temos ameixas, pêssegos, amoras mas ele está produzindo o pinhão que também é muito importante. É uma propriedade que sempre está economicamente ativa” afirmou Carneiro. A esposa Disonete estava feliz com a produção sensacional e afirmou, que ela e o esposo adoram viver no campo, destacando o trabalho do dia a dia. “Aqui sempre temos o que fazer, cultivar, colher e a noite dormir bem, por que o dia foi produtivo”, finalizou a agricultora.