Vereador Johny quer informações sobre recursos utilizados para lives da Festa do Município

Nos causou estranheza a forma de pagamento exposta no Portal da Transparência, especialmente porque acompanhamos boa parte das apresentações e não se notou algum apelo de arrecadação de recursos, mantimentos ou outra forma para o combate à pandemia

0
32
Vereador Johny Marcos Tibes de Souza (MDB)

O vereador Johny Marcos Tibes de Souza (MDB) quer informações detalhadas sobre a prestação de contas referentes às lives realizadas durante a programação dos 87 anos de Caçador, no mês passado.

A indagação aconteceu formalmente na sessão desta segunda-feira (19), após especificação no Portal da Transparência de pagamentos de artistas, iluminação e som com recursos destinados ao combate ao coronavírus, através da “Campanha Live Solidária – Covid-19”.

“Nos causou estranheza a forma de pagamento exposta no Portal da Transparência, especialmente porque acompanhamos boa parte das apresentações e não se notou algum apelo de arrecadação de recursos, mantimentos ou outra forma para o combate à pandemia. Por isso apresentamos formalmente o pedido, para que o Executivo se manifeste e esclareça a situação. É salutar o apoio aos artistas locais, especialmente neste período de pandemia, mas o Município pode pagar com outros recursos”, destaca.

No documento aprovado na Câmara, Johny quer saber quais os valores gastos com estruturas, transmissão, divulgação, artistas e outros, para realização da Campanha “Live Solidária – Covid-19”; a origem dos recursos utilizados para custeio da referida Campanha; quais foram os recursos/doações recebidos e a destinação dos bens/valores arrecadados; o critério adotado para estabelecer o valor do cachê artístico dos artistas/músicos que se apresentaram, além de requerer cópia das notas emitidas para pagamento das despesas do referido evento.

“Valores usados não foram da Covid-19”, informam vereadores

Após a apresentação do pedido de informação, os vereadores Ricardo Barbosa (PSDB) e Jean Carlo Ribeiro (PSD) esclareceram que os valores utilizados na programação da Festa do Município não são recursos destinados à Covid-19, mas sim verba própria através do gabinete.

Vereador Jean Carlo Ribeiro (PSD)
Vereador Ricardo Barbosa (PSDB)

“O que houve foi um equívoco na hora do lançamento no Portal da Transparência, com a denominação errada da origem dos valores. A falha já foi percebida e corrigida”, informaram.