Caçador tem saldo positivo de empregos e outras notas

Veja também nesta coluna sobre as liberações de emendas na área da saúde pelo deputado Valdir Cobalchini (MDB) na região; a luta do ex-prefeito Lucir Telmo Christ contra o coronavírus e outras informações

0
79

Caçador fechou o segundo mês consecutivo com saldo positivo na criação de empregos. De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), do Ministério do Trabalho, em julho foram 856 admissões ante 782 demissões no município, um saldo positivo de 74 novas vagas. Os dados foram divulgados na tarde desta sexta-feira, 21.

A alta acompanhou a recuperação de junho na criação de empregos em Caçador, quando foram 86 vagas criadas a mais do que as demissões.

No acumulado do ano, Caçador manteve um saldo positivo de 428 admissões (6281 admissões e 5853 demissões).

A pandemia de Covid-19 fez com que, nos meses de março, abril e maio, houvesse mais demissões do que admissões (21, 463 e 14, respectivamente).

Mamógrafo

A Prefeitura de Caçador irá adquirir um mamógrafo, que ficará na UPA e realizará os exames de forma rápida, através do sistema Telemedicina, além de comprar exames de Média e Alta Complexidade, para acabar com as filas de espera em várias especialidades.

Os recursos são de emenda parlamentar de R$ 800 mil, do deputado Valdir Cobalchini, e já estão depositados na conta da Prefeitura.

Além destes recursos, já estão garantidas ainda verbas para a construção de dois novos postos de Saúde, no Figueroa e no Mutirão. As construções estão em processo de licitação. O valor disponibilizado é de R$ 1,225 milhão. Como as obras irão custar cerca de R$ 900 mil, a Prefeitura já solicitou ao Governo do Estado para que o valor de saldo seja utilizado para reforma e ampliação do posto do bairro Bom Jesus.

“Queremos agradecer ao deputado Cobalchini pelo apoio, pois são recursos importantes e que vêm auxiliar a saúde da nossa população. Com certeza, vamos investir da melhor forma para melhorar a qualidade de vida de todos os cidadãos”, completou o prefeito Saulo.

Saúde de Timbó Grande

O deputado estadual, Valdir Cobalchini (MDB) liberou R$ 200 mil em emenda para atender a saúde de Timbó Grande. Os recursos vão facilitar o transporte de pacientes. O anuncio foi comemorado pelo vereador Claudionor Matoso, o Baixinho (MDB). Ele lembrou que já solicitou também ao deputado recursos para aquisição de um aparelho raio x digital.

Covid-19

Faleceu no sábado passado a esposa do ex-prefeito, Lucir Telmo Christ, a senhora Dilma Cruz Christ, vítima de Covid-19. Ela ficou dias internada no Hospital Maicé, mas não resistiu. Também no Maicé, segue internado na UTI o ex-prefeito Lucir, também paciente de Covid. As notícias são melhores sobre Lucir. Segundo informações do Hospital, o paciente apresentou melhores, está consciente e se comunicando.

COVID-19 (2)

A Secretaria Municipal de Saúde, a fim de otimizar o fluxograma dos pacientes respiratórios, habilitará novamente os atendimentos de pacientes sintomáticos na Unidade de Pronto Atendimento – UPA 24 HORAS, no Berger, a partir de segunda-feira, 24.

Com isso, o Centro de Triagem no Hospital Maicé será desativado, visando intensificar os atendimentos aos pacientes internados na ala clínica e UTI. Desde o dia 1º de agosto, o Maicé atendeu 700 pacientes respiratórios.

Além da UPA, as Unidades Básicas de Saúde continuam funcionando normalmente como porta aberta para pacientes sintomáticos respiratórios.

Comissão do impeachment

Os líderes das bancadas e blocos parlamentares da Assembleia Legislativa concluíram nesta quinta-feira (20) a indicação dos deputados que vão compor a comissão especial, formada por nove membros, que analisará as respostas do governador Carlos Moisés da Silva (PSL), da vice Daniela Reinehr (sem partido) e do secretário Jorge Eduardo Tasca ao processo de impeachment em tramitação no Parlamento estadual.

Foram indicados pelo MDB os deputados Luiz Fernando Vampiro e Moacir Sopelsa; Jessé Lopes (PSL) e Maurício Eskudlark (PL) pelo Bloco Social Liberal (PSL e PL); João Amin (PP) e Sergio Motta (Republicanos) pelo Bloco PP-PSB-Republicanos-PV; Marcos Vieira (PSDB) e Ismael dos Santos (PSD) pelo Bloco Social Democrático (PSD-PSDB-PDT e PSC); e Fabiano da Luz pelo PT.

Comissão do impeachment (2)

Essa composição será lida e submetida a uma votação em plenário, na sessão da próxima terça-feira (25). Com a aprovação dos nomes, o presidente da Assembleia designará os membros da comissão, que terão até 48 horas, contados a partir da publicação do ato de designação no Diário Oficial, para se reunir e eleger presidente, vice e relator. A convocação para essa reunião será feita pelo membro da comissão mais idoso com o maior número de mandatos, no caso o deputado Moacir Sopelsa, que também presidirá a reunião de instalação.

A principal atribuição da comissão especial será analisar as defesas de Moisés, Daniela e Tasca à representação por crime de responsabilidade que tramita na Assembleia Legislativa. Os três denunciados têm até 2 de setembro para encaminhar suas respostas à comissão.