Em Rio das Antas, MDB escolhe candidato a prefeito até dia 30 de junho

Partido vai escolher entre Selmir Bodanese e o ex-prefeito João Carlos Munaretto para disputar as eleições municipais deste ano

0
905
Partido discute seu futuro no município

O Movimento Democrático Brasileiro – MDB, de Rio das Antas, decidiu escolher o candidato a prefeito até o próximo dia 30 de junho. É o que pedem os membros do partido, para escolher entre as duas lideranças despontam e desejam ser cabeça-de chapa nas eleições deste ano: Selmir Bodanese e o ex-prefeito João Carlos Munaretto.

Para o presidente do partido, Alcir Bodanese, os critérios da escolha deverão ser a realização de uma pesquisa e uma consulta às lideranças do partido, ouvidos também o deputado federal e presidente estadual do partido, Celso Maldaner e o deputado estadual Valdir Cobalchini.

Selmir Bodanese, pré-candidato a prefeito

Embora existam vários nomes dentre as lideranças de outros partidos políticos que tendem a apoiar o candidato emedebista e poderiam ocupar a vaga de vice, é crescente a ideia de que quem for preterido na disputa, acabe por apoiar o vencedor, inclusive concorrendo como candidato a vice-prefeito. Vários nomes influentes no partido, como Vereadora Eliane, Mario Vian, Jandir Zanetti, Leonel Sabadin, Cattani, Vereador Gegê e o Diretório do Partido, estão unidos para fazer Rio das Antas voltar a crescer e ser referência regional e estadual em vários setores.

Pré-candidato a prefeito, João Munaretto

“Temos os melhores nomes, com experiência para fazer Rio das Antas voltar a crescer, e, principalmente, dar uma melhorar qualidade de vida para o nosso povo, em saúde, educação, ação social, agricultura e empregos, realizando as obras que a população necessita e merece”, destacou o presidente do partido.

Preocupação com o atual endividamento da Prefeitura de Rio das Antas

O presidente Alcir Bodanese, assim como a vereadora Eliane Ledur, se mostram preocupados com o endividamento do município.

Presidente da sigla, Alcir Bodanese e dirigentes

“Ouço o prefeito falar, escrever e se “promover” nas redes sociais,  que vem adquirindo muitas máquinas pesadas para a secretaria de obras e agricultura, mas esquece de falar que as obras que está realizando são oriundos de gigantesco financiamento e endividamento do município através do Badesc e outros, que deve iniciar o pagamento das parcelas somente no ano que vem. Nós, em nossos mandatos, chegamos a buscar 51 milhões de reais em quatro anos, sem financiamento, com um trabalho de planejamento e cadastro de projetos junto aos ministérios, secretarias estaduais e de contato permanente com as lideranças políticas do estado, o que não vejo na atual gestão. Os equipamentos que o município está adquirindo são objeto de financiamento e nada de recursos próprios”, isto é espantoso porque jamais foi visto qualquer gestão endividar a prefeitura de tamanho forma, destacou o presidente do MDB Rio das Antas.

“A situação preocupa porque a próxima gestão vencendo as eleições, vão ter de suar para pagar, retirando do dinheiro de investimento de obras e serviços para a população. O prefeito somente realiza obras com financiamento, não se ouve falar em dinheiro público obtido em outros órgãos, para projetos”, com isso falta dinheiro para a saúde, exames, cirurgias, medicamentos, também para área habitacional que não se ouviu falar neste governo, não podendo esquecer ainda do incentivo à empregos, pois nosso município clama para solução nesta área, afirma a vereadora Eliane Ledur.

Um levantamento inicial mostra que são aproximadamente R$ 3,4 milhões em dinheiro obtido através de financiamento, cujas maioria das  parcelas vencem a partir do ano de 2021, ou seja, nenhuma parcela no atual mandato.

Os equipamentos adquiridos através do citado financiamento são:

  • 01 Britador no valor de R$ 1.150.000,00
  • 02 Caminhão Caçamba no valor de R$ 714.000,00
  • 01 Escavadeira no valor de R$ 330.000,00
  • 01 Motoniveladora (Patrola) no valor de R$ 570.000,00
  • 01 Trator de Esteira no valor de R$ 609.000,00