Vereador Marcos Creminácio quer informações sobre aluguel de quase R$ 6 mil

Veja nesta coluna também outras notas do trabalho dos vereadores na Câmara Municipal de Caçador

0
176

Marcos Creminácio quer informações sobre aluguel

O pagamento de quase R$ 6 mil por mês efetuado pela Prefeitura de Caçador à empresa Cerro Azul, referente a locação de imóvel localizado no bairro Bom Jesus para abrigar o arquivo da Secretaria Municipal de Saúde gerou debate durante esta semana na Câmara Municipal de Caçador. O assunto foi levantado pelo Vereador Marcos Creminácio (PDT), que formalmente cobrou explicações do Executivo.

Ele informou que até agosto de 2019, o local abrigava as atividades do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), no entanto, um novo imóvel para esta finalidade foi locado na Rua Conselheiro Mafra, no Centro. Mesmo com o encerramento das atividades da CAPS, os vencimentos continuaram sendo pagos à empresa Cerro Azul, conforme consta no site da prefeitura, para abrigar no espaço o arquivo da Secretaria Municipal de Saúde.

Os pagamentos acontecem desde setembro, sendo que em 30 de abril deste ano, período em que já estávamos vivendo a pandemia, com queda na arrecadação e cortes de gastos, foram quitadas três parcelas de alugueis que superam os R$ 17 mil. Isso demonstra total falta de comprometimento com o dinheiro público, já que existem espaços ociosos em algumas repartições públicas que poderiam abrigar este material sem custo para a municipalidade, ou até mesmo salas próximas à prefeitura ou a Secretaria de Saúde com valor de aluguel bem abaixo do que está sendo pago, caso fosse preciso” destacou.

Com objetivo de buscar mais informações relacionadas a estes pagamentos, ele formalizou na terça-feira (19) um pedido de informação ao Executivo buscando saber se o contrato firmado entre o Município e a Empresa Cerro Azul ainda vigora e quais os termos, se houve aditamento ou renovação após setembro de 2019, além de pagamentos efetuados durante o exercício de 2020 e quais os responsáveis pela fiscalização e controle do referido contrato.

São informações que não estão disponíveis nos portais da prefeitura e a comunidade quer saber, as pessoas que estão sendo demitidas querem saber, as que sentem a falta dos testes de Covid querem saber, os que estão sentindo as medidas amargas na saúde e educação, todos querem saber”, finalizou.

Moacir D’Agostini cobra implantação de internet no interior

O Vereador Moacir D’Agostini (DEM) voltou a solicitar ao Executivo a implantação de internet nas comunidades do interior, especialmente naquelas que ainda não foram contempladas com esse sistema de telefonia. O pedido, formulado na sessão virtual de segunda-feira (18), ganhou força após a interrupção das aulas presenciais devido a pandemia do coronavírus, fazendo com os alunos das redes estadual e municipal passem a estudar de forma virtual, o que pode acarretar prejuízos à aprendizagem dos estudantes do interior.

Moacir explica que tem apresentado este pedido desde o mandato passado, principalmente devido à dificuldade dos agricultores em emitir a Nota Fiscal Eletrônica sem possuir sinal de internet nas comunidades rurais. “Agora, com a questão envolvendo as aulas on-line, a necessidade é ainda maior.  No passado houve a liberação de recursos por parte do Governo do Estado para esta finalidade, mas não sei por qual motivo não se concretizou. Peço que o Executivo analise com carinho este pedido”, completa.

A indicação foi elogiada pelos Vereadores Adriano Pares (PSDB) e Alcedir Ferlin (MDB), que enalteceram a importância do acesso à internet para o homem do campo.

legenda: Vereador Moacir D’Agostini

Vereadores lamentam

Os Vereadores caçadorenses lamentaram o falecimento do comandante do 15° Batalhão da Polícia Militar de Caçador, Renato Leandro de Medeiros, ocorrido na segunda-feira (18), em Florianópolis, aos 47 anos. Durante sessão ordinária um requerimento assinado por todos os parlamentares externando condolências à Polícia Militar foi aprovado.

Medeiros estava à frente do comando da PM de Caçador desde 2016. Em janeiro de 2017, durante solenidade na Câmara Municipal, foi promovido a Tenente-coronel.

Além do profissionalismo e firmeza na condução do 15° BPM – Caçador, destacou-se também pelo envolvimento com a comunidade caçadorense em diversos momentos, apoiando ações que iam além do seu ofício. Em nome do Poder Legislativo, manifestamos o nosso pesar por esta irreparável perda”, destacou o Presidente da Câmara, Itacir Fiorese (Fically).

Uso racional da água

O Vereador Neri Vezaro (MDB) chamou a atenção da comunidade nesta semana para a importância do uso racional da água durante o período de estiagem. Na sessão ordinária de terça-feira (19), lembrou que a última chuva significativa registrada no Município ocorreu em maio de 2019, fazendo com que o nível dos rios caísse drasticamente e muitas fontes de água secassem nas últimas semanas.

Para ele, apesar do cenário preocupante, muitas pessoas ainda não se conscientizaram da necessidade de economizar água, especialmente neste período. “Muitos municípios catarinenses já decretaram situação de emergência devido à falta de água e, em Caçador e na região, a realidade também é preocupante. No entanto, infelizmente algumas pessoas ainda não se deram conta do problema e continuam utilizando água demasiadamente”, destaca.

O agravamento da situação também é registrado no interior. “ Fontes que não víamos viu secar estão secando, deixando os agricultores preocupados, já que além do consumo, possui plantações e os seus animais que precisam de água”.

Campanhas educativas focando o uso racional da água foram sugeridas pelo Vereador ao Poder Público e a empresa BRK Ambiental, concessionária responsável pelo abastecimento de água em Caçador.