Saulo Sperotto é pré-candidato à reeleição em Caçador

Leia também nesta coluna sobre as informações do Imposto de Renda em Caçador e a estratégia do MDB para as eleições deste ano em Caçador

0
206

Saulo e a reeleição

Conforme já havia sido adiantado nesta coluna, o prefeito Saulo Sperotto, de Caçador, deixou a Presidência da Federação Catarinense de Municípios (FECAM), para cumprir os prazos eleitorais, pois é sim, candidato à reeleição.

Poucos dias depois disso, de Saulo ter realmente se apresentado como candidato, já começaram as boatarias e fofocas com relação à situação jurídica dele.

Saulo e a reeleição (2)

A candidatura de Saulo não está julgada ainda (isso só deve acontecer em agosto) e, quando for, será o Tribunal Regional Eleitoral ou o Tribunal Superior Eleitoral que irão fazer e não o Conselho Nacional de Justiça.

Saulo e a reeleição (3)

Em conversa com diversos caçadorenses, há uma unanimidade: se Saulo for candidato, será reeleito com bastante facilidade, por tudo que está sendo feito na cidade.

Falando em tudo que está sendo feito na cidade, fiquei sabendo que, daqueles R$ 20 milhões, uma pequena parte será destinada para o Parque Linear. O restante será aplicado em asfaltamento, drenagens de córregos e pontes no interior.

Não tem como negar: tá pra aparecer ainda um prefeito que faça tantas obras assim como Saulo Sperotto.

Bússola

MDB de Caçador está em busca de uma bússola. Em recente reunião realizada por algumas lideranças da sigla ficou decidido que nos próximos dias será realizada uma pesquisa em Caçador. O objetivo é buscar dados que norteiem as decisões em relação ao pleito deste ano, inclusive a busca pelo nome para disputar a eleições. Sinal de que os emedebistas não estão mais conectados com a sentimento da população. Em outros tempos, o próprio partido era o retrato do que queria a maioria da população caçadorense. Era só convocar uma reunião ampliada de seus filiados, que o velho MDB de Guerra já saberia o que fazer para ganhar a disputa.

Imposto de Renda

As declarações de Imposto de Renda já começaram a ser enviadas no dia 2 de março e, até o momento,58% dos contribuintes de Caçador já informaram seus rendimentos e despesas ao Leão.

Isso indica que, de um total de 11 mil contribuintes, ainda existem 4,7 mil contribuintes que não declararam e devem fazê-lo até dia 30 de junho, quando encerra o prazo estipulado pela Receita Federal.

É importante lembrar que quem envia primeiro recebe a restituição logo nos primeiros lotes e, na cidade, são R$ 6,1 milhões a serem restituídos, ao longo do ano.

Se olharmos para o estado de Santa Catarina, o valor a ser restituído é ainda maior, batendo os R$ 843 milhões, o que representa, aproximadamente, R$ 2.227,23 por contribuinte.

Imposto de Renda (2)

A Receita Federal efetua o pagamento desses valores de restituição do Imposto de Renda por lotes, ou seja, em algumas datas específicas ao longo do ano, sendo que é uma data por mês, apenas.

Em 2020, as restituições acontecerão de maio a setembro, o que significa que o contribuinte poderá ter que esperar sete meses para receber um valor que, na verdade, já é seu.

O critério do governo para distribuir os lotes são, primeiramente as pessoas com prioridades, ou seja, os idosos (a partir de 60 anos), prioritariamente para os maiores de 80 anos; os deficientes físicos ou contribuintes com moléstias graves; e os professores, que possuem no magistério sua maior fonte de renda.

Depois, os lotes distribuem-se por ordem de entrega da declaração do Imposto de Renda: por isso a importância de enviar o mais cedo possível.

Contudo, lembre-se de que a data a partir da qual se conta a declaração como enviada é somente quando não há mais nada para retificar. Ou seja, se você está com alguma pendência no envio, o seu prazo começa a ser contado a partir dessa correção e não da primeira vez em que você declarou.