Pesquisa sobre Covid-19 inicia nesta quarta-feira, 20, em Caçador

Os pesquisadores irão passar em algumas casas, pelos bairros da cidade e na Taquara Verde, aplicando a pesquisa e realizando testes rápidos da Covid-19.

0
28

A pesquisa sobre a Covid-19, liderada pela Universidade de Pelotas, com apoio do Ibope, e patrocinada pelo Ministério da Saúde, terá inicia nesta quarta-feira, 20, em Caçador.

Os pesquisadores irão passar em algumas casas, pelos bairros da cidade e na Taquara Verde, aplicando a pesquisa e realizando testes rápidos da Covid-19.

Vale ressaltar que todos eles estarão vestindo os EPIs (máscaras, luvas, aventais) e vão abordar as pessoas nas suas casas e não nas ruas. “Pedimos para que os moradores recebam bem estas pessoas, pois esta pesquisa é bastante importante também para a Secretaria de Saúde agir caso sejam identificados novos casos da doença em nossa cidade”, completou o secretário de Saúde, Ademar Schmitz.

Os bairros onde os pesquisadores irão atuar não serão divulgados, por enquanto, para evitar que golpes possam acontecer. “Estas pessoas estarão com identificação e farão os testes, de forma aleatória, sem cobrar nada”, completou o secretário.

Pesquisa

O estudo parece uma pesquisa de opinião, eleitoral, por exemplo. Mas, em vez de contar suas preferências para o entrevistador, a pessoa sorteada pela pesquisa dá uma amostra de sangue da ponta do dedo, coletada em sua casa. Com o teste de uma parcela da população, é possível estimar quantos foram infectados no país inteiro.

Durante a pesquisa, as pessoas são entrevistadas e testadas em casa, por meio de sorteio aleatório. Se o resultado do teste der positivo, os profissionais entregam informativo com orientações e repassam o contato do participante para a Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, que ficará responsável por informar as secretarias de Saúde locais para acompanhamento e suporte dos casos. Enquanto aguardam pelo resultado, os entrevistados também responderão a um questionário sociodemográfico e indicarão se estão sentindo sintomas característicos da covid-19.

Os dados coletados servirão de base para estimar o percentual de brasileiros infectados, avaliar os sintomas mais comumente relatados, estimar recursos hospitalares necessários ao enfrentamento da pandemia e permitir o desenho de estratégias para abrandar as medidas de isolamento social.