Timbó Grande investe em moderna iluminação, troca-troca partidários em Caçador e outras notas

Após paralisação em função da pandemia da Covid-19, voltamos a publicar esta coluna política com as principais movimentações políticas na região de Caçador

0
99

Iluminação pública

Prefeito de Timbó Grande, Ari Galeski (MDB) está tocando o maior projeto de iluminação pública daquela cidade. Praticamente 60% das principais vias do centro urbano estão recebendo a troca da iluminação por uma mais moderna, mais econômica e com melhor iluminação. Investimentos na ordem de R$ 400 mil de valores arrecadados através da contribuição de iluminação públicas que foram economizados para esta realização. A cidade está com outra cara à noite e isso reflete na autoestima da população.

Retorno das colunas políticas

Publiquei a minha última coluna política neste espaço na edição do Informe do dia 7 de março deste ano. Em função da crise devido à pandemia da Covid-19, achei prudente cessar temporariamente a publicação da coluna. Num momento em que a saúde pública está em ameaça, este assunto deve ser o foco principal, não deixando espaço para análises políticas, bem como qualquer assunto paralelo com vistas às eleições deste ano. Este foi um posicionamento meu.

Agora que já se passou praticamente um mês e meio da nossa luta e nosso convívio com o vírus, quando já temos uma real dimensão do problema e os próprios governos começam afrouxar as medidas restritivas, retorno com as colunas que voltam a ser publicadas semanalmente sempre aos sábados em nossa edição impressa e no portal www.jornalinforme.com.br e redes de whatsapp. Informações e sugestões de notas pelo whats (48) 99800-5836.

Mudanças políticas

Quando a janela para as mudanças de partido se abriu, o cenário político de Caçador foi alterado. Começa pela Câmara Municipal. Lá, Paulo Jarchel, o Paulo da Saúde, deixou o MDB e ingressou no PSDB. Com isso, a bancada do partido do prefeito Saulo Sperotto passou a ter 5 vereadores, sendo a maior do Legislativo.

Por outro lado, o presidente da Câmara, Itacir Fiorese, deixou o PDT e se filiou ao PP, partido no qual o vereador Rubiano Schmitz está filiado. Fically chegou a ser sondado pelo MDB, mas acabou, mais uma vez, nos braços de Rubiano, praticamente desenhando a disputa para a Prefeitura.

Fora da Câmara, um dos braços direitos do prefeito Saulo, Jean Carlo Ribeiro, se filiou ao PSD, mesmo partido da vereadora Cleony Figur. A estratégia serviu para manter Cleo no grupo que trabalhou na eleição do atual prefeito, reforçando a sigla e confirmando a manutenção da aliança para a Majoritária.

Já o suplente de vereador e ex-assessor do vereador Jorge Savi, Almir Dias, também embarcou no ninho tucano, fortalecendo ainda mais o partido governista.

Só trapalhada!

Depois de ter sido preso, acusado de furar a fila do SUS, o vereador Marcio JF fez mais uma trapalhada. Em plena quarentena em todo o Estado de Santa Catarina, ele resolveu juntar mais 9 amigos e ir até a casa de shows, da qual é um dos proprietários, e “arrumar o palco”.

Não deu outra: a PM foi acionada e flagrou a “arrumação”. Esse é mais um processo que vai incomodar o jovem promissor.

Só trapalhada!  (2)

Há pouco tempo, JF já havia se envolvido em mais uma trapalhada: quase foi agredido pelo pai de uma adolescente porque estava tocando um funk “proibidão”. Detalhe: o evento era uma formatura de Terceirão. Lá, estavam famílias, crianças e idosos. O vídeo circulou em vários grupos do WhatsApp.

Sessões da Câmara

Presidente da Câmara Municipal de Caçador, Itacior Fiorese, o Fically (PP) anuncia que nesta semana volta com as sessões ordinárias da Câmara chova ou faça sol. Explico. Com a suspensão das reuniões públicas em função da Covid-19, a Câmara deixou de realizar as reuniões ordinárias. Neste mês de abril não foi realizada nenhuma. Recentemente os vereadores tentaram fazer uma sessão online, como inúmeros outros municípios estão fazendo para não engessar o processo legislativo que não pode parar. Porém, por problemas na parte técnica três vereadores não conseguiram se conectar e não foi possível a realização.

Nesta, segunda (27), terça (28) e quarta (29) Fically já tomou a decisão que vai realizar sessões ou por videoconferência como outras câmaras estão fazendo ou, se não for possível, vai achar outra forma. Está certo o presidente. Não pode o Poder Legislativo ficar inerte, justamente em um momento em que a sociedade caçadorense precisa de sua atuação para ajudar a superar esta crise. Até porque inúmeras atividades econômicas já retornaram e há muitas formas de realizar as sessões, com distanciamento e adotando procedimentos seguros evitando aglomeração e possibilidades de contágio.

RECEBA ESTA COLUNA POR WHATSAPP

Quer receber esta coluna por Whatsapp toda quarta e sábado? ADICIONE o número (48) 99800-5836 em SEU celular e nos mande um OK, com seu 1º nome!