Pedido de impeachment do governador Moisés, pavimentações em Lebon Régis e outras

Retomamos mais um ano com a primeira coluna política. Será um ano de muita movimentação no cenário político em função das eleições municipais e contamos com a participação de todos para construir uma coluna política eclética e sempre muito bem informada

0
71
Ato em Lebon Régis onde o prefeito Douglas Mello entrega ordem de serviço para mais uma pavimentação de via urbana

Vamos “pegar no tranco”

Então; mais um ano! Chegamos a 2020! Para este Informe, que completa 19 anos de circulação em fevereiro, muito representa abrir mais um ano nas ruas. Iniciamos a série de colunas deste ano ainda em ritmo de férias, meio com preguiça. Mas, aos poucos vamos pegando no tranco. Contando sempre com a ajuda das valorosas fontes para alimentar este espaço com as mais ecléticas informações. Ainda mais em um ano com eleições municipais. Estaremos acompanhando com lupa todos os movimentos do tabuleiro de xadrez político nos municípios da região. Estamos, à disposição, para servir e informar. Usem-nos!

É o fim da picada

Quase não acreditei quando recebi a notícia da prefeitura de Caçador de que bandidos (sim, bandidos, não cidadãos) roubaram bens públicos de obras que sequer foram inauguradas, neste início de ano em Caçador.

Sem palavras para expressar minha indignação. Levaram grades de bocas-de-lobo, grama e até cones de sinalização. “É inadmissível que novamente estejamos passando por este problema. Recentemente, fizemos a denúncia do furto destas grades e, agora, além disso, estão furtando até grama que plantamos. Isso é dinheiro da população que está investido ali. Por isso, pedimos para que todos fiscalizem e denunciem se virem qualquer situação destas”, disse o secretário de Infraestrutura, Amarildo Tessaro.

Há que se descobrir a autoria desses crimes contra o bem coletivo e punir exemplarmente. Não me surpreenderia em nada se muitos desses fossem aqueles que vão para o facebook dar uma de cidadão do bem e falar mal de políticos.

Suaviza a mordida

Boa sacada da prefeitura de Caçador criar o IPTU Premiado, para incentivar e animar o contribuinte. Num País que ninguém mais aguenta pagar tributos, iniciativas como esta, ao menos, suavizam a mordida.

Nesta semana, mais 10 ganhadores da promoção IPTU Premiado receberam os smartphones. A entrega oficial aconteceu segunda-feira, 13. Os sorteados no 3° concurso realizado foram Aristeu Mello, Vanessa Cristina Gomes, Dilso Antonio Bodanese, Luiz Carlos Zir, Ademir de Castro, MPL Construtora e Incorporadora LTDA, Eliane Kabel, Alcir Carlos Cassol, Paulo Reinaldo Dick e Imóveis Zardo Ltda. A promoção foi dividida em 5 sorteios. Os quatro primeiros, 10 smartphones cada, já foram realizados em 2019. O sorteio final, de um notebook, uma moto, uma televisão e um carro será realizado em 22 de janeiro.

Mais uma rua

A prefeitura de Lebon Régis entregou nesta semana a ordem de serviço da 19ª rua do programa Asfalto nos Bairros

Com investimentos de mais de 200 mil reais, a obra contemplará a Rua Augusto Francelino da Silva, no Bairro Abraão dos Santos Maciel. A obra faz parte da 5ª etapa do Programa Asfalto nos Bairros.

O prefeito Douglas Mello deu ênfase à importância da obra para o desenvolvimento de Lebon Régis. “Antes de iniciar este projeto, tínhamos um objetivo principal, a valorização das pessoas. Hoje, vendo todos vocês aqui, o nosso sentimento é de que estamos no caminho certo. Vamos continuar trabalhando para trazer qualidade de vida à população”.

Presente no evento, o prefeito de Timbó Grande e ex-presidente da Amarp, Ari José Galeski, apontou Lebon Régis como um exemplo a ser seguido pelos municípios de Santa Catarina. “Hoje, a cidade de vocês é reconhecida por vários avanços conquistados, graças ao excelente trabalho desenvolvido pela gestão atual. Isso é importante para o desenvolvimento da nossa região”, disse.

Pedido de impeachment

Quem começou o ano com pé esquerdo foi o governador Carlos Moisés (PSL). Apesar do recesso parlamentar, os deputados estaduais catarinenses já começaram a discutir a situação política gerada pelo pedido de impeachment do governador protocolado na segunda-feira (13) pelo advogado e defensor público Ralf Zimmer Júnior.

A notificação sobre o pedido de impeachment foi encaminhada terça-feira (14) ao governador, que está de férias em Laguna, e terá 15 dias para justificar a concessão de aumento salarial para os procuradores do Estado que provocou impacto de R$ 8 milhões aos cofres públicos.

Nesse período de 15 dias, a Alesc deverá constituir uma comissão especial, com nove membros dos diversos partidos, para análise do pedido. O presidente da Alesc, Julio Garcia (PSD), informou que seguirá as determinações legais expressas na Constituição Estadual e no Regimento Interno.  Porém, ele ressalta que, num regime democrático, “o impeachment é o último recurso e não pode ser banalizado”.

 

RECEBA ESTA COLUNA POR WHATSAPP

Quer receber esta coluna por Whatsapp toda quarta e sábado? ADICIONE o número (48) 99800-5836 em SEU celular e nos mande um OK, com seu 1º nome!