Ex-prefeito de Timbó Grande, Almir Fernandes, tem as contas rejeitadas e outras notas

Veja como foi a votação no plenário da Câmara Municipal de Timbó Grande, que culminou com a rejeição das contas do ex-prefeito Almir Fernandes (PT), do exercício de 2016, além da repercussão das críticas em relação ao investimento em decoração natalina em Caçador

0
57

Ex-prefeito de Timbó Grande tem as contas rejeitadas

Em sessão ordinária nesta terça feira (10), com o plenário lotado, a Câmara de Vereadores de Timbó Grande acompanhou o parecer do Tribunal de Contas do Estado e rejeitou as contas do ex-prefeito Almir Fernandes (PT), correspondente ao Exercício Financeiro de 2016.

O processo PCP-17/00374360 tramitou no Tribunal de Contas do Estado de Santa Catarina (TCE/SC) o qual emitiu parecer pela desaprovação das contas do ex-prefeito Almir (Exercício 2016). Com isso, ficou a cargo do Legislativo Municipal a apreciação do parecer do TCE/SC.

Após a Câmara de Timbó Grande adiar a data de julgamento marcada por várias vezes, foi enfim designada a data de 10/12/2019 (Última Sessão Legislativa Ordinária do ano de 2019) para votação das contas do ex-prefeito. O soberano plenário da Casa Legislativa acompanhou o parecer do Tribunal de Contas do Estado e rejeitou por cinco votos a quatro as contas do ex-prefeito do PT, correspondentes ao Exercício Financeiro de 2016.

Ex-prefeito de Timbó Grande tem as contas rejeitadas (2)

Antes de ter as contas votadas pela egrégia Câmara Municipal de Timbó Grande, o ex prefeito Almir Fernandes (PT),  havia impetrado o Mandado de Segurança N. 5001166-04.2019.8.24.0056/SC, pleiteando ordem de suspensão da pauta da sessão ordinária do Poder Legislativo. Porém o Mandado de Segurança foi Indeferido pela Justiça, de maneira que a Sessão Legislativa Ordinária transcorreu normalmente, culminando com a rejeição de suas contas.

Com esta decisão o ex-prefeito fica inelegível.

Plenário da Câmara ficou lotado para a sessão

O outro lado

Ainda como repercussão de notas desta coluna questionando o investimento e a inauguração de decoração natalina ainda incompleta, tanto o assessor de imprensa da prefeitura de Caçador, Rafael Seidel, quanto o secretário Municipal de Planejamento Estratégico e Desenvolvimento, Edson Fezer, encaminharam questionamentos pontuais, os quais faço o registro abaixo.

Nota oficial – assessoria de imprensa

Bom dia, nobre colunista. A respeito de sua nota, sobre a inauguração da decoração Natalina, cabem pequenas, mas importantes ponderações:

– Em nenhum momento, a Prefeitura afirmou que estava sendo inaugurada a decoração Natalina, mas as festividades de Final de Ano tiveram a sua abertura;

– O fato de ter sido feito um evento com shows não significa que a decoração estava terminada, o que aconteceu durante a semana, como parte das festividades de Natal;

– A iluminação Natalina, essa sim, será lançada nesta segunda-feira, dia 9, junto com a abertura estendida do comércio, que passará a funcionar até às 21h;

– Inclusive, a Prefeitura de Caçador, que está decorada e iluminada dentro e fora, ficará aberta para a população durante a noite, para visitação, contando inclusive com um papai Noel;

– Sobre os valores, ressaltamos que não se faz decoração sem investimentos, que, aliás, já haviam sido previstos no orçamento para este fim. Esta decoração está espalhada por toda a cidade, em praças, ruas, trevos e não apenas em um pinheirinho no Parque Central.

Grato se puder fazer esta correção em próxima edição desta tão importante coluna

Fezer explica gastos

Já o secretário Municipal de Planejamento Estratégico e Desenvolvimento, Edson Fezer questionou que os documentos por este colunistas divulgados (abertura do processo de registro de preço que pode ser usado por um ano pela atual administração, como deixado claro por este colunista) refletem um valor maior, porém, na decoração natalina em si o gasto foi de aproximados R$ 190 mil apenas.

“Um registro de preços, diferente de uma licitação para compra, nos permite realizar um processo de reserva de material com preço fixo válido por um ano, onde não precisamos bloquear o orçamento. Salientando que o dólar está nessa caminhada de alta e que os materiais, na sua maioria, têm componentes importados, penso que a administração fez um bom ato e resguardou os interesses do cidadão”, explicou.

Ele ainda convidou este colunista a visitar e conhecer a decoração (o que se faz desnecessário, pois a vi de perto, inclusive incompleta). Fezer ainda grifou as inúmeras manifestações de caçadorenses elogiado a forma como foram disponibilizados os enfeites, em vários pontos da cidade, bem como o volume e a beleza da decoração.

Brilha Caçador

Outro ponto ressaltado pelo secretário Municipal de Planejamento Estratégico e Desenvolvimento, Edson Fezer foi o concurso “Brilha Caçador” que teve mais de 45 inscrições no âmbito empresarial comercial e residencial, “que premiará os melhores e mais decorados ambientes de nossa bela Caçador”.

Decoração em Lebon Régis

Em Lebon Régis o prefeito Douglas Mello (PDT) também caprichou na decoração natalina e transformou o visual da cidade. Importante para a autoestima da população e enaltecer o clima especial de natal de festas de final de ano.

RECEBA ESTA COLUNA POR WHATSAPP

Quer receber esta coluna por Whatsapp toda quarta e sábado? ADICIONE o número (48) 99800-5836 em SEU celular e nos mande um OK, com seu 1º nome!