O investimento no Fórum de Caçador; a economia boba de Moisés, a folga dos servidores e outras notas

O investimento no Fórum de Caçador; a economia boba de Moisés que vendeu os jatinhos do Governo e agora não consegue se deslocar pelo Estado, a ridícula e retrógrada folga dos servidores e outras notas

0
43

Reforma no Fórum de Caçador e novo prédio

Por intermédio do deputado Valdir Cobalchini (MDB), o presidente do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, desembargador Rodrigo Colaço retornou à Caçador nesta quinta-feira (31), para anunciar investimentos de mais de R$ 13 milhões. De acordo com ele, iniciará imediatamente a reforma e adequação do atual Fórum da Comarca, que está com sua estrutura muito defasada e no início de 2020 será licitado o novo prédio, abrigando também o Ministério Público.

A dedicação e persistência do deputado Cobalchini foram fundamentais para que esse importante momento fosse possível. A obra no Fórum vai beneficiar Caçador e região, garantindo que o poder judiciário tenha uma estrutura condizente com o volume de serviços que têm na Comarca. O anuncio do investimento aconteceu em jantar no Restaurante Di Fratelli.

Economia boba

Mais uma vez o governador Carlos Moisés (PSL) não conseguiu cumprir agenda em Caçador em função do mal tempo. Como ele vendeu as aeronaves do governo do Estado e optou em fazer os deslocamentos de helicóptero, o tempo fechado desta quinta (31) e impossibilitou a viagem. Tudo bem que o governador queira economizar e entendemos que isso é uma virtude. Porém, há coisas que são essenciais. Ao menos um jatinho tem que estar à disposição do governador. Isso é básico e diria que é ferramenta de trabalho. Estamos falando da mais alta autoridade do Estado que precisa estar conectado com os mais distantes cantos do Estado e País e precisa fazer isso com agilidade. Concordo que não havia necessidade de ter dois jatinhos ou três, mas ao menos um é o mínimo. Ou o governador acha que se comunicar com os catarinenses pelas redes sociais é o suficiente. Ele precisa estar presente. Tem coisas nesse discurso chato e moralista da nova política que não levam a lugar algum. Exemplo são essas economias bobas que no final prejudicam o funcionamento do Governo.

Voos regulares

Agora, se o governador realmente não vai voltar atrás para ter ao menos um jatinho à disposição para deslocamentos oficiais, que ache uma formula para incentivar os voos regionais. Já que ele optou em viajar com voos regulares, para ir à Brasília, por exemplo, que encontre meios para o interior ter mais voos regionais conectando à Capital.

Por terra

A turma que perde o amigo, mas não a piada (nesse caso crítica) não perdoou o governador Moisés. Já que ele não encontrou teto para o deslocamento pelo ar, sugeriram que vossa excelência, fizesse o deslocamento por terra. Confesso que queria ver a cara dele passando pelas rodovias da região. Quem sabe assim… ou sei lá, talvez nem assim… quer saber… deixa pra lá!

Dia do Servidor

Na segunda-feira, 28, foi comemorado mais um Dia do Servidor Público. Em Caçador, por exemplo, os serviços prestados na sede administrativa da Prefeitura retornam normalmente só na terça-feira, 29. Quem não gostaria de enforcar o trabalho em plena segunda-feira?

Dia do Servidor (2)

Vamos combinar amigo leitor. Tem coisa mais retrógrada e sem sentido que ponto facultativo em dia de servidor público. Quer dizer, eles simplesmente não trabalham porque estão celebrando seu dia. São esses resquícios de épocas em que castas dominantes ditavam os rumos do País que precisam acabar. Servidor público tem que ter o tratamento como qualquer outro trabalhador desta nação. Concordo que tem que ser valorizado no salário, com condições de trabalhos e tudo mais, agora, folgar na data é uma afronta com o contribuinte. Já pensou se todo trabalhador da iniciativa privada, de todas as profissões resolver não trabalhar no dia em que se comemora sua data? Nem imagine, porque isso não vai acontecer e sabe por quê? Porque no final do mês vem o dia descontado!

Dia do Servidor (2)

Alguns prefeitos acabaram com essa farra da folga no Dia do Servidor. Aliás, acabaram com a farra dos pontos facultativos de um modo geral. Não tem lógica o trabalhador da iniciativa privada trabalhar e o servidor público enforcar em datas comemorativas. É o caso do prefeito de Florianópolis Gean Loureiro (sem partido). No primeiro ano do seu mandato ele já acabou com essa mordomia. E olha que estou falando da prefeitura da Capital, cidade onde tem mais servidores públicos por metro quadrado do Estado. Quem sabe para o ano que vem o prefeito Saulo Sperotto (PSDB) abre sua mente e faz o mesmo em Caçador. Fica a dica!

Descontente

Governador Carlos Moisés fez declarações duras contra os deputados estaduais do seu partido, nas assinaturas de recursos para os municípios do Meio Oeste, nesta sexta-feira, 1º.

Depois de chamar os parlamentares do PMDB e do PP presentes no evento, em Joaçaba, disparou: “Enquanto alguns deputados do meu partido se preocupam com coisas pequenas, outros, inclusive que não fazem parte do PSL, se preocupam com coisas bem maiores, com a população”.

Na Saúde

O prefeito Saulo Sperotto tem feito questão de destacar sempre que estão sendo investidos muitos recursos na Saúde dos caçadorenses. São dezenas de especialidades disponíveis, mesmo não sendo responsabilidade da Prefeitura, além dos postos de Saúde, da UPA, do laboratório municipal, do TFD e de todos os locais que atendem a comunidade, recebendo milhares de cidadãos mensalmente.

Só que, infelizmente, muitas vezes uma reclamação acaba se transformando em um pandemônio e dá a impressão de que toda a Saúde está ruim e, não é bem assim.

RECEBA ESTA COLUNA POR WHATSAPP

Quer receber esta coluna por Whatsapp toda quarta e sábado? ADICIONE o número (48) 99800-5836 em SEU celular e nos mande um OK, com seu 1º nome!