A agenda de Saulo em Brasília; Lebon Régis diz não para Parque Industrial e outras notas

Os detalhes da agenda do prefeito Saulo Sperotto em Brasília, Lebon Régis diz não para Parque Industrial; caminhão é doado para o Hospital Maicé e outras

0
40

Caminhão em prol do Hospital

Durante a realização do Sead 2019, na noite de quinta-feira (26) foi realizada a entrega do caminhão modelo XF, resultado de campanha e parceria com a DAF Caminhões. Nos próximos dias será lançada então mais uma campanha, em forma de rifa para angariar recursos para o custeio do Hospital.

A chave foi entregue por Flávio José Werlang, gerente comercial da DAF Barigui Chapecó para a Irmã Elizabeth Lima, diretora do Maice e Leonir Tesser e Henrique Basso, do Conselho consultivo.

Vídeo institucional do Maicé

Houve também no Sead 2019 o lançamento oficial do novo vídeo institucional do Hospital Maicé. O hospital, que estava prestes a fechar as portas, hoje realiza um trabalho contínuo de melhoria graças a união e a solidariedade. O vídeo institucional foi produzido de forma voluntária pelos profissionais: Jefferson de Carli e Paolla Cerry (4K Produções), Dalila Fiorentin, Denilson Araújo, Alexandre Witmann, Léo Correa e Angela Cardoso.

Visita

O médico oncologista e escritor, Drauzio Varella visitou o Hospital Maicé quinta-feira (26). Logo após a visita, conversou com a imprensa e ministrou palestra para cerca de 1.500 pessoas na Mostra Cultural e o Seminário Regional de Administração- SEAD 2019.

Emprego em Lebon Régis

Qualquer jovem que esteja saindo do ensino fundamental para começar uma vida profissional sabe que o grande problema de Lebon Régis é a falta de oportunidade de trabalho. Há tempos o município se tornou uma cidade dormitório, com pessoas saindo para trabalhar em empresas agrícolas em Fraiburgo ou em outros municípios e voltando apenas para dormir.

Pois o vereador Duda Zanotto (PSD) conhecedor deste problema antigo tentou encontrar uma solução. Sugeriu condicionar o uso de 30% do valor de um empréstimo de R$ 3 milhões que a prefeitura está buscando, para que seja investido para a aquisição de um terreno para instalação de um Parque Industrial do Município.

Sabe no que deu? Em nada. Como falei no início deste comentário, qualquer jovem sabe da deficiência de empregos no município, menos os vereadores. Encantados pela proposta do prefeito Douglas Mello (PDT) barraram a sugestão de Zanotto. Aprovaram o empréstimo como foi encaminhado pelo Executivo e agora o município terá um ano de carência (ano que vem, o último ano do atual prefeito) e nove anos para pagar os R$ 3 milhões e o problema crônico de falta de oportunidade de trabalho vai continuar.

Saulo, em Brasília: O foco é a Saúde!

O prefeito Saulo Sperotto esteve em Brasília nesta semana. Acostumado às tratativas em busca de recursos, Saulo foi até a capital federal no momento em que os parlamentares estão fazendo as suas indicações para os municípios, através das emendas, tanto de bancada quanto individuais.

Em cada um dos gabinetes que o prefeito esteve, a pergunta era: “Para qual área o senhor quer recursos? Na resposta, as prioridades eram apontadas pelo prefeito: “Para a Saúde ou para o hospital Maicé”.

“Investimos quase 28% na Saúde, quando a obrigação era apenas 15%. Para se ter uma ideia, somente de folha e encargos com os profissionais da área, investimos 17%. A verba que vêm dos governos federal e estadual chega a apenas 11%. O restante da conta, nós temos que pagar com recursos próprios. É uma conta que não fecha. Por isso, estamos sempre solicitando emendas para a Saúde”, afirmou Saulo.

Saulo, em Brasília: O foco é a Saúde! (2)

Neste contexto, entra também o hospital Maicé, que é o único de Caçador e atende mais de 90% do SUS. Aliás, o Maicé continua trabalhando com déficit mensal. Saulo, inclusive, é um dos grandes “lobistas”, junto aos parlamentares, para que o hospital receba recursos. Prova disso é que, em cada um dos gabinetes, havia uma defesa em prol do Maicé.

Saulo, em Brasília: O foco é a Saúde! (3)

O fato de Caçador ser o 17º colégio eleitoral de Santa Catarina também interessa aos deputados, principalmente aqueles que buscam a reeleição.  “Se não formos lá, para buscar estes recursos, conversar, interagir, é difícil que a gente receba alguma coisa. Quem não pede, não ganha. Aliás, esta é uma das nossas funções, como agente político, ocupando um cargo eletivo: estar em contato com os parlamentares para obter o retorno em forma de emendas”, afirma Saulo.

Apartidário

Um dos pontos fundamentais para que a grana chegue em Caçador é que Saulo se mostra apartidário, trabalhando pelo interesse do município. Nesta viagem, ele esteve com os senadores Jorginho Mello (PL) e Dario Berger (MDB), além dos deputados do PSL, Caroline de Toni, Daniel Freitas, Fabio Schiochet e Coronel Armando; do MDB, Carlos Chiodini e Darci de Matos; do PSDB, Geovania de Sá; do NOVO, Gilson Marques; e com o secretário Especial para Assuntos do Senado, Paulo Bauer.

Nos gabinetes

Junto com Saulo, esteve Ricardo Barbosa, líder do Governo na Câmara Municipal. Em todos os gabinetes dos parlamentares, Ricardo protocolou ofício, solicitando emendas de R$ 500 mil para Caçador. Tem tudo para emplacar pelo menos uma e se destacar ainda mais no cenário político local.

Inauguração

Saulo e Ricardo também estiveram na inauguração do espaço Senador Luiz Henrique da Silveira, ao lado do plenário do Senado. A homenagem foi uma indicação do ex-senador Paulo Bauer, com relatoria do atual senador Jorginho Mello.